Home / Eventos / Brasil Game Show / BGS2016 – Chuck Osieja fala sobre Gears of War 4

BGS2016 – Chuck Osieja fala sobre Gears of War 4

No primeiro dia da Brasil Game Show 2016 já tivemos a galera de Gears of War 4.

O diretor criativo do estúdio responsável pela criação do game(The Coallition)  Chuck Osieja, falou sobre eSports, conquistas e as decisões tomadas para criar um dos lançamentos mais esperados do ano:

Gears of War 4

“Gears of War 4 se passa 25 anos no futuro após Gears of War 3, onde no final todos os Locusts são destruídos e o mundo passa por 25 anos de paz. O game companha J.D. Fenix – filho de Marcus Fenix – e seus dois melhores amigos numa noite onde descobrem um novo inimigo chamado Swarm.

É uma grande responsabilidade. A Epic é uma grande desenvolvedora que ficou com a franquia por dez anos e o público ama a saga, então é uma obrigação não estragar tudo. Por sorte tivemos algumas dicas da 343 Industries de quando eles assumiram Halo da Bungie. A ideia é fazer certo antes de fazer algo diferente, tivemos que entender o que tornava Gears tão bom e colocar isso no nosso jogo. Logo após isso, procuramos quais partes podíamos fazer ajustes e melhorias.”

Osieja ainda falou sobre o personagem Marcus Fenix:

“Quanto você pensa em qual narrativa abordar, há muitas direções para seguir. Podíamos só ter falado algo como ‘Surpresa! Os Locusts não morreram’ e ter trazido Marcus e sua equipe para uma nova aventura, mas isso não seria certo porque a Epic fez um final tão bom para a trilogia. Podíamos ter ido para o passado, tanto no dia da Emulsão ou durante a Guerra do Pêndulo mas achamos que a série é sobre humanos contra monstros, e não humanos contra humanos. O que fez sentido foi olhar para o futuro, mostrando a nova geração de heróis e comparando-a com a antiga: Como é a relação de J.D. com a guerra se ele nunca a viu antes? Ele nunca viu monstros, e isso é algo que nunca foi contado em Gears of War antes. Quando a saga começou, já haviam se passado 14 anos desde o surgimento dos Locusts. Todos naquele universo sabiam o que eles eram. Dessa vez, tanto o jogador quanto o protagonista desconhecerão isso.

Além disso podemos conectar as coisas ao passado. Como foi a vida de Marcus Fenix nesse tempo? O que um soldado faz sem uma guerra? Sua vida inteira foi um combate. Quando uma nova ameaça surge, essas duas partes se combinam: a experiência de um velho guerreiro com entusiasmo e ingenuidade de alguém que nunca viu um confronto. Achamos que isso é uma dinâmica interessante de abordar.”.

E a BGS2016 está só começando!

 

Vale a leitura!

BGS 2017 – O que achamos de Black Desert

Black Desert é um jogo de RPG online sulcoreano que aos poucos acabou conquistando seu espaço Black ...